Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ainda

por S, em 04.02.08

Que ainda é o que podia ter sido

soube-o numa noite fria e escura

quando foi o que já estava esquecido

trazido por uma lembrança que o futuro procura

 

Mas de nada me serve esse ainda

encontrado nos braços de uma noite escura e fria

se é apenas um passado que me brinda

com promessas sobre o que presente seria

 

Que ainda é

porque foi ainda

não faz com que ainda seja

porque podia ter sido e não foi

 

E o que ainda foi

é agora

um ainda que

 

Ainda que ainda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:21


4 comentários

De justme_nina a 05.02.2008 às 12:50

Poças! Poças!
Que coisa baralhada!! É assim que te sentes? Baralhada?! Tem calma menina! Isso passa!

kiss's

De S a 06.02.2008 às 14:58

:)
Tudo, menos baralhada.

De Anónimo a 06.02.2008 às 18:30

acreditar, ainda que ...

De Carmen a 08.02.2008 às 11:51

Sofia,

Os "Ainda" deixam sempre uma porta aberta aos "Tudo é possível"!!

Ofereco-te um dos meus poemas:

Vou
Caminhar directa
Às falésias do “Amo-te”
Enterrar o meu medo das alturas vertiginosas
Num buraco mudo que escavei com as própias mãos
Fecho os olhos, regresso-me ao centro de mim mesma
Ao fogo da dor que arde no “Não te ver”
Salvo a coragem; E corro ofegante, pra fora do que me sou
Aproximam-se-me os passos
Da beira do penhasco das “Saudades de ti”
E lanço-me, intrépida e nua
Não sei se em águas quentes ou águas frias
Desse oceano do “És tu”
Porque antes de mim,
As minhas palavras já lá mergulharam
Mandei-as eu, como quem manda pedras a um rio
Para ver quão é fundo...
Já que nenhum eco me voltou
Nas gotas de mar que me molham o rosto
Fiz-me eu pedra e atirei-me com toda a força
Ao liquido verde esperança do “Tudo é possível”!

Um beijo pra ti

Comentar post



Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D