Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Promessa

por S, em 30.06.07

Cada risco ontem traçado

no meu corpo feito momento

nada mais é que um traço riscado

que permanece no teu esquecimento

 

Todos os sorrisos ontem esboçados

nos teus olhos feitos enlevo

nada mais são que recados

nas palavras que hoje escrevo

 

Nenhum dos poros por onde entraste

voltou a ser invadido

porque foi essa a minha vontade

porque ficou assim prometido

 

Promete-me que virás um dia

e que esse dia chegará depressa

deixa-me sentir que ainda existes

e  faz-me quebrar a promessa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:31

Destino

por S, em 30.06.07

Apressa-te

e vem devolver à vida o sentido

 

Porque só a tua mão acalma

esta dúvida que teima em existir

 

Apressa-te

e vem embalar o sono perdido

 

Porque é tão iminente o resvalar da alma

que não deixa ficar e não deixa partir

 

Apressa-te

e faz de ti o que representas

prova que és genuíno

 

Apressa-te

Irrompe

Invade

Revela-te, destino

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:53

(M.) Pureza

por S, em 28.06.07

Caída de uma nuvem de algodão

num colo sedento de candura

veio uma gota

e outra

e outra ainda

desenhar amor com traços de ternura

 

Tão breve esse momento

de tão eterno se querer

tão puro

tão doce

e tão leve

num colo que o não quis beber

 

Há-de ser num dia frio

que nesse colo sedento de candura

irá cair uma gota

e outra

e outra ainda

carregando o desperdício da amargura

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:50

A sentença

por S, em 27.06.07

Vem tão veloz esta sentença

vem surda e cala a minha prece

entra sem pedir licença

e quando chega não amanhece

 

O meu sossego é o que a castiga

a minha solidão serena é o que a enfurece

e é por isso que me fustiga

é só por isso que me enlouquece

 

Que chegue veloz e permaneça

que traga pela mão a alvorada

que se aninhe em mim e pereça

que enfim me deixe não ser amada

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:10

(C.) À deriva

por S, em 24.06.07

Uma luz que se apagou

consumida num instante eterno

 

caem dias

nascem noites

mas não acaba o inverno

 

Atam-me esperanças

derrubam-me tempos incertos

 

entre caminhos que não se cruzam

e atalhos que se confundem

fogem-me céus abertos

 

Por uma palavra que baste

de respiração sustida

 

espero

em vão

fecho os olhos e abraço-me

cai uma lágrima na vida

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:58

Tempestade

por S, em 23.06.07

Solta essa fúria

arranca-a, expulsa-a de dentro

deixa que arraste tudo

deixa que acabe o tormento

 

que o céu se cubra de nuvens

que o mar inunde o mundo

que o que sentes naufrague

que fique preso no fundo

 

fuzila o desejo

envenena a ternura

estrangula a saudade

afoga a procura

 

Porque é só teu esse querer

porque te deixa a alma nua

porque fazes sozinha essa viagem

porque essa dor é só tua

 

Abre todas as tuas portas

chora cada mágoa a sorrir

corta correntes, queima tudo

resigna-te e deixa partir

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:53

Profecia

por S, em 12.06.07

Serei eu

a luz da manhã quando os teus olhos acordarem

a água que descerá pela encosta do teu peito

a saciar a sede do teu ser

 

o brilho do sol na tua pele

o toque da areia na ponta dos teus dedos

a tarde que cairá sem perceber

 

o sal que se colará ao teu corpo

a brisa que brincará no teu cabelo

a fonte onde irás beber

 

Serei eu

a imensidão de estrelas do teu céu

o firmamento que te abraçará

a única luz nas noites escuras

 

Seja eu a tua vida

seja eu quem tu procuras

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:47

A espera

por S, em 10.06.07

Perde-se

num lugar que não existe

 

Anda à deriva

sem se afastar da estrada

 

Não se procura mais,

a vontade desiste

 

E fica apenas à espera

de ser encontrada

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:15

Nada

por S, em 04.06.07

O vento dos teus dedos ardeu

reduzindo a cinzas as minhas memórias

cada chama tua prometeu

coroar os meus medos de vitórias

 

Por que vieram esses dedos tocar

as pequenas asas do meu ser

se traziam apenas o calor

que as deixou sucumbir e derreter?

 

Por que ficaram esses dedos

a queimar tão lentamente com o fogo

se apagaram o que estava escrito

e não escreveram nada de novo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:49

Querer

por S, em 03.06.07

Sempre que te quero, desesperada

e o teu nome ecoa no escuro

abraço a lua até à alvorada

e de tanto te querer não te procuro

 

Vejo o teu último olhar

o teu sorriso a brincar nas minhas veias

as tuas mãos num não parar

de me envolverem como teias

 

 

Sempre que te quero, desesperada

sempre que a saudade vem

empurro-a, chamo-lhe vontade mimada

de só querer o que não tem

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:09

Pág. 1/2



Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2007

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D