Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ocaso

por S, em 29.07.07

A tua voz

dentro do meu peito a sussurrar

escreveu durante todo este tempo

uma palavra apenas:

Silêncio. E jamais voltará a falar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:49

Dispneia

por S, em 27.07.07

 

 

A vida não é respirar.

 

É sentirmos que ainda estamos vivos

 

e que queremos estar por muitos motivos

 

quando nos falta o ar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:12

Calma

por S, em 25.07.07

Vagueia nos braços das estrelas do mar

 

a calma que busquei nos teus e não encontrei

 

levada por ventos e pores-do-sol em noites de luar

 

entre as algas, dos oceanos que te amei

 

não sabe a calma, que vagueia sem encontrar,

 

tanto de mar e de estrelas como eu sei

 

invejo-a, ainda assim, que tem estrelas para abraçar

 

mas não quero ir atrás dela, quero tê-la onde a deixei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04

Guardarei tudo de ti

por S, em 22.07.07

"Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que posso esquecer-te."

Shakespeare

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:06

Mais perto

por S, em 15.07.07

Não vês os meus braços estendidos

na tua direcção, ávidos da tua presença?

acolhe-os nos teus, não os deixes perdidos

num abraço apertado que a ninguém pertença

 

É tão claro o meu caminho

e nada me parece mais certo

para a minha alma em desalinho

do que sentir-te mais perto

 

Aproxima-te de mim, revela-me ao ouvido

olhos nos olhos, a tua pele na minha

se este meu rumo faz sentido

ou se é para o vazio que caminha

 

Tantas vezes me instiguei a parar

de sentir este amor em lume brando

e quantas vezes o vi aumentar

nesta minha vontade em que não mando

 

Vem aumentar o que no meu peito flameja 

ou vem apagar o que a tua ausência fez

mas vem mais perto, nem que seja

para te sentir meu pela última vez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:55

Sentes?

por S, em 15.07.07

Sentes quando te chamo em silêncio?

diz-me que sim, ainda que o não sintas

que só não vens porque estás longe

e ao dizê-lo não me mintas

 

Sentes o quanto te quero em cada dia que nasce?

diz-me que sim e que não é tarde

que também te morde um querer que não desiste

e ao dizê-lo diz-me a verdade

 

Sentes o que eu sinto quando a minha vontade te alcança?

diz-me que não, que não é igual o que sentes

faz-me sentir que é muito mais

para que ao sentir-te eu saiba que mentes

 

Porque nada pode ser maior do que o que sinto

quando permaneces cá dentro e não sais

porque deixei que te apoderasses do meu labirinto

e é apenas a visão da tua voz que procuro nas demais

 

Sentes?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:45

por S, em 14.07.07

Ainda tão impregnada de ti

vôo ao sabor do vento

pássaro de asas cortadas

peito de esperanças caladas

que só respira em pensamento

 

Prelúdios de gestos pequenos

que abrem a ferro e fogo portões 

a minha alma que exala venenos

"Vós que, de olhos suaves e serenos"

emerge triste em sonetos de Camões

 

Leva-me de volta ao teu abrigo

onde o amor que fizemos é já pó

porque arrancar-te de mim é castigo

e de tanto te querer não consigo

senão sentir-me ainda mais só

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:10

In absentia (A despedida)

por S, em 13.07.07

O silêncio despede-se agora

mão na mão da esperança partida 

abraça o sorriso que chora

encontra pedaços de alma perdida

 

A tenacidade assiste e estremece

o cansaço cai no chão nesse momento

exausto de esperar, adormece

embalado pelo ânimo do desalento

 

A dúvida afirma a vontade

de não querer saber o motivo

e ao mentir diz a verdade

que dá ao perdão o castigo

 

O medo parte com coragem

num gesto breve e decidido

leva numa medalha a imagem 

de um vencedor que foi vencido

 

o amor fecha a porta devagar

fazendo sair a ilusão à pressa

 

tudo volta ao seu lugar

é a tua ausência que regressa

 

(Para V.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:29

Querer sem fim

por S, em 12.07.07

Se é mais tua ou minha

a altivez que se demora

 

entre as minhas mãos e as tuas

já não importa agora

 

o orgulho vazio por onde passaram

sozinhas, embaciadas e tristes

 

tão poucas e já tantas luas 

acendendo a escuridão na aurora

 

 

 

Querer saber se é tua ou minha a ausência

e se vem da razão ou do receio

 

fecha-se a porta e entra o medo

de te querer só com princípio e meio

 

 

invade todos os poros da minha pele

com gritos de uma saudade imensa

 

revelando-me o meu maior segredo

Amo-te mais do que te odeio

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:53

À bolina

por S, em 11.07.07

Que faço eu agora

que avisto de perto a tempestade

do alto da minha proa?

 

Naufrago, sigo o vento,

aceito navegar na vontade,

numa esperança que magoa?

 

Ou corto ao vento, impetuosa, os nós

e vou atrás da liberdade

sem me importar que ela me doa?

 

A tua presença à distância

inlflama cada segundo que espero

sinto o temporal a aproximar-se

mas oh, Deus! Como te quero!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:36

Pág. 1/2



Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D