Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A viagem

por S, em 27.12.07

Passo a passo

vagueio sem colo, sem regaço

tantas mãos me tocam e em nenhuma

sinto o calor do meu abraço

 

O meu corpo move-se sem pressa

prisioneiro de uma lentidão extenuante

de segundos vazios que apagam cada promessa

de pedidos meus que só duram um instante

 

Não posso ser eu que fujo, se tão lentamente corro

não serei eu que vivo, se tão lentamente morro

 

Será, tão só, o preço de uma viagem sem fim

que não me deixa já esperar por alguém

até que um dia ninguém espere por mim

e eu tenha apenas o que ninguém tem

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:25

Onde estás?

por S, em 23.12.07

(A todas as coisas presentes

que afastadas permanecem)

 

 

Há uma criança que existe em nós

que nos constrói e nos habita o coração

 

Que apenas pede colo, o calor de um abraço...

 

Dilacera-me que as crianças se sintam sós

e nada mais me dói, neste momento de solidão

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55

Tu, que só vês o meu olhar

por S, em 09.12.07

Vê-me mais de perto

e diz-me tu o que é mais certo:

 

Se sou eu que devo ir ao teu encontro

quando só tu sabes se estás pronto.

 

Sente o meu olhar sobre ti

agora que sabes que fugi

 

E diz-me se vês o que eu vejo

quando tudo no meu olhar é desejo

 

Aproxima mais, o teu olhar do meu

se queres deixar arder o que a chama prometeu

 

Porque sou a que quero mais entre nós

e já só sinto o teu olhar e a tua voz.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:21

Próximo

por S, em 01.12.07

Vem cá, aproxima-te

quero levar-te comigo

a um qualquer lugar secreto

que há tanto tempo, sozinha, persigo

 

Dá-me a tua mão, envolve-a na minha

num abraço de dedos que não esfrie

mesmo que cheguemos a esse lugar

até onde não há ninguém que me guie

 

Quero-te sempre perto de mim

no meio desta insensatez incessante

porque há sempre tanta gente tão perto

tanta gente tão distante

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:10


Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D