Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ode a duas princesas e uma rainha

por S, em 04.08.07

Existo apenas, no meio de vós

duas princesas e uma rainha

entrelaçadas em mim à força de nós

três vidas que são uma só e que é só minha

 

Sou serva, sou aia que vos segue a cada passo

sou guerreiro que vigia as portas do castelo

sou a que vos acolhe, embevecida, no regaço

e em cada sono febril,  sou a que vos velo

 

Sou ramo maior da árvore que me gerou

e no fim dos meus braços está o amor

que subiu da raíz, passou por mim e se aninhou

nos vossos olhos de amêndoa em flor

 

Sou a que estará, sempre que for preciso

onde estiverem uma rainha e duas princesas

para transformar uma lágrima num sorriso

e apagar a luz do medo para que vejam as estrelas acesas

 

Sou quem por vós dará a vida

e a que a tirará num só gesto a quem vos ferir

a que vos defenderá sempre com a força desmedida

de uma alma que vive para vos ver sorrir

 

 

Reverencio-me, vossas (tão minhas) altezas, diante de vós

Senhoras de toda a minha alma, de todo o meu ser

que me veneram e que eu venero quando estou a sós

pela felicidade, pelo orgulho e pela honra de vos ter

 

(E., M., M.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20


4 comentários

De Carmen a 06.08.2007 às 21:03

Ode magnifica...

Que tanto amor num só poema...

Sentiria que sou "unica" se alguém me escrevesse um poema assim!

Quem disse que as histórias de rainhas e princesas já não se usam... eis um bom exemplo para as salvaguardar da extinção!!!!

X-coração para todas (Rainhas, princesas e aias!!!)

De S a 06.08.2007 às 22:26

Tu ÉS única, Carmen.
E talvez seja tão difícil escrever-te um poema por tu própria seres um. Já pensaste nisso? :)

Se vires com atenção, na brincadeira do Blog se vê que é o post "pumpkin", uma das condições para a minha escolha do link foi a presença de todos os nomes que me interessavam. E o teu está lá. E o que aquele link diz sobre o teu nome (com "m" no fim), era o que diziam todos os outros que vi (com "n" no fim). :)

De Carmen a 07.08.2007 às 22:42

Tem graça que eu já dado uma olhadela aos nomes em geral ( os que me interessavam primeiro, claro está) mas nem sequer me lembrou de ver o meu!!! Podes acreditar?!... e Wow... sou mesmo um poema...
e tu Sofia és mesmo a Sabedoria em pessoa!!!!!!!!!!
Diz-me lá se desta vez não fomos mimadas?!

Beijoca

De S a 07.08.2007 às 23:44

:)
E um mimo sabe sempre tão bem...

A minha parte de fazendeira não me deixa sê-lo tanto quanto gostaria. Prende-me muito à terra, às emoções. Mas não me queixo. :)

Comentar post



Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2007

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D